5 motivos para não ler/assistir 50 tons de cinza.



Mesmo quem nunca leu, assim como eu, com certeza já ouviu falar do best-seller 50 tons de cinza. Vendido como um “romance” ele esteve em destaque nas prateleiras das livrarias e atualmente nas telas dos cinemas. Infelizmente muitas mulheres, incluindo cristãs, se deixaram envolver por essa trama, que vai contra a tudo que Cristo nos ensina. Poderia citar aqui 50 motivos para não ler ou assistir 50 tons de cinza , porém vou me deter em apenas 5.

    1.       Uso e Abuso 

Segundo um estudo realizado nos estados unidos por Amy Bonomi, o personagem masculino controla a jovem Anastásia  através de perseguição, intimidação, isolamento e humilhação. Ela, no entanto ao invés de contra-argumentar começa a concordar com tais comportamentos para não haver “brigas” no relacionamento,

Algo comum em mulheres vítimas de abuso. Isso mesmo aquelas que passam no noticiário e você se revolta e até cobra da justiça penas mais duras, mas quando você ler em um livro acha bonitinho e ainda chama isso de “romance” 

O personagem não expressa nenhum respeito pela jovem, pelo contrario, o desrespeito é tanto que para ele Anastásia é apenas um objeto, uma mercadoria com o qual ele compra com alguns presentes caros.

     2.       Pornografia:

O livro é vendido como um romance, quando na realidade se trata de um livro pornográfico. A pornografia destrói qualquer relacionamento, ela é tão prejudicial para os homens quanto para as mulheres.

Quando você da crédito a pornografia começa a treinar seu cérebro para a luxúria e quando você realmente encontrar o verdadeiro amor não saberá como vive-lo. Você vai esperar que  seu relacionamento corresponda a todas as  suas fantasias  impossíveis e isso o destruirá.

3.       Amor x luxúria:



Onde há luxúria não existe amor, pois o amor verdadeiro é livre, fiel, total e fecundo. Agora você pode argumentar: ah!! Mas o último livro se chama 50 tons de liberdade. Isso é verdade, porém também é verdade  que na capa do livro tem algemas.


Nessa parte posso dizer que o livro acertou, pois o pecado te seduz  para uma ”liberdade”,  que na realidade te prende cada vez mais, o pecado rouba a sua identidade.  Por isso se você quer viver um amor verdadeiro fuja da luxúria, pois ambos são como água e óleo não se misturam.  

     

     4.       Cinza

Não é por um acaso que o cinza aparece como parte do nome do livro, pois através dele a autora quis trazer uma ideia de que é “normal”  vive em cima do muro, achando que tudo é permitido, que não tem nada de mais fazer isso ou aquilo.

O que realmente interessa é encontrar  a “felicidade” sem se importar com nada , nem com ninguém, ou pior, fazendo das pessoas nada. Ao mesmo tempo a historia mostra uma pessoa com qualidades notórias:  educado, charmoso, rico.  Sei lá mais o que.  Etc.


“Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente!
Mas, como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te.”  (Apo 3,15-16)
Ficar em cima do muro não é uma boa escolha, pois assim como as máscaras os muros também caem.


   5. Nada x Nada:

Devemos Ler, assistir ou ouvir coisas que nos edifiquem, que nos faça aprender uma lição de moral, de vida, de espiritualidade, porém não é possível encontrar nada  de bom nesse livro, nele só se pode achar um conteúdo que destrói a o real significado do amor, da dignidade e da valorização da mulher.

Pior é vê mulheres que se submetem a tal leitura e ainda se encantam por ela, lêem rabiscos e consideram uma obra literária, reclamam que os homens são machistas e preconceituosos, mas é exatamente o comportamento do “cara perfeito” apresentado pelo livro, falam mal de mulheres que sai com homens só pelo dinheiro, mas não é isso que a personagem feminina do livro faz?

Posso ter uma vida “certinha” no mundo real, mas aquilo que eu acesso ou leio posso baixar o nível ? Cinza... viu? 



Não se rebaixe e não se deixe levar pelo ideal de “amor” que o mundo hoje quer nos apresentar, uma ideia distorcida pelo pecado. Espere e já respeite o seu futuro marido/esposa  e você que já  tem seu cônjuge não deixe que as ferramentas do maligno entre na vida do casal. O verdadeiro amor existe e você pode encontrá-lo. Não se desespere, mas espere.







O amor é paciente, o amor é bondoso. Não tem inveja. O amor não é orgulhoso. Não é arrogante. Nem escandaloso. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acabará.(1Cor 13,4-8)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Amanda Paixão

Viver no Espírito de Deus nos torna cada vez mais próximo dele. #Maisjesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário