Você quer ser amigo do Espírito Santo?



Olá, povo de Deus! Graça e Paz!

Não sei você, mas passei bastante tempo da minha vida sem “conhecer” o Espírito santo. Infelizmente muitas pessoas explicam o Espírito dizendo: Ele que dá os setes dons. Pronto! É Isso.  (That’s It) Alguns nem sequer explicam esses dons. Sim, o Espírito santo é a fonte de todos os dons, ele é Deus! Porém não basta apenas a gente saber da teoria é preciso fazer uma experiência com ele, beber da água viva!

“O Espírito e a Esposa dizem: Vem! Possa aquele que ouve dizer também: Vem! Aquele que tem sede, venha! E que o homem de boa vontade receba, gratuitamente, da água da vida!.” (AP 22,17)

Se você mergulhar uma esponja em um recipiente com água, a esponja ficará encharcada. Se você a apertar ela deixará fluir o líquido do qual ela estava cheia.
Isso também deve acontecer com cada um de nós, pois se tivermos mergulhados no Espírito vamos andar de acordo com ele. (cf. Gal5, 25) Os que estão a nossa volta também colherão esses frutos. Amém!?


Quando recebemos o Espírito Santo?


Quando nascemos somos  recebidos no Sacramento da Iniciação Cristã: O batismo. Nele já somos marcados pelo Espírito, já recebemos seus dons e sua graça. Para confirmar e aprofundar nossa vida no Espírito passamos pelo Crisma.

Então como é possível que muitas pessoas, mesmo aquelas que têm recebido a Santa Comunhão, que rezam o terço, não deem sinal da presença dos dons do Espírito Santo em sua conduta e em seus atos?
A resposta quem nos da é o Padre  Reginald Garrigou-Lagrange:

Tudo isto provém dos pecados veniais que com frequência cometem sem nenhuma preocupação.

Os maus hábitos de fazer gracejos indecentes, zombar dos defeitos alheios e outras faltas que se cometem deliberadamente são “linhas” que nos mantêm atados ao mundo, impedindo o nosso progresso na vida espiritual e a abertura do nosso coração ao Espírito Santo.

Devemos ter em nosso coração uma cela, uma câmara secreta, na qual possamos entrar e nos deter diante de Jesus. Quando exercitamos isso, somos capazes de fazer silêncio interior até mesmo no meio das agitações do dia a dia.

Uma Experiência diária com o Espírito Santo


Como falei, mas do que ouvir falar do Espírito É preciso fazer uma experiência com ele e como acabamos de ler nossos pecados nos impedem de assim fazê-lo. Um bom começo e através da Efusão do Espirito.

A efusão do Espírito,  nada mais é, senão, uma atualização do nosso batismo sacramental, temos a graça de sermos todos os dias renovados  e mergulhados no oceano do Espírito.

A efusão do Espírito na ordem experiencial: É um processo de crescimento pelo qual a presença ativa do Espírito, recebido na Iniciação Cristã, se torna sensível a consciência da pessoa. (Cf. Documento de Malines, orientações  teológicas e pastorais da RCC, Cardeal Suenes e outros.)   

Ou seja, o Espírito é o mesmo, o que muda é a nossa docilidade a sua ação.

Mas como ser dócil ao Espírito e consequentemente aos seus dons?

Deixo 5 passos para você buscar viver essa experiência: 

1.       Recolhimento Interior: Como o Padre Reginald Garrigou-Lagrange disse: Devemos ter em nosso coração uma cela, uma câmara secreta, na qual possamos entrar e nos deter diante de Jesus, só quem silencia pode ouvir a voz do Espírito.

2.        Desapego do mundo: Onde está o seu tesouro? Desapegar-se do mundo é ter os pés no chão, mas estar em busca das coisas do alto. Evitar  os pecados de “estimação” é essencial.

3.        Praticar as virtudes: Se buscamos evitar os pecados, precisamos buscar viver as virtudes.  (em postagem futuras vamos falar mais sobre isso)

4.       Ter uma verdadeira devoção a Virgem Maria: “Quando o Espírito Santo, seu esposo, encontra Maria numa alma, voa para ela, entra nela com plenitude e comunica-se a essa alma abundantemente e na mesma medida que dá lugar a Maria” (Tratado da verdadeira devoção-TVD)

5.       Invoque o espírito santo:  “ Vem! Quer dizer: concede-Te as nós mesmos, ó Espírito Santo: dá - Te a nós! Com o «vem» pedimos mais que uma graça, antes a Fonte das Graças; pedimos o eterno Amor, pedimos Deus! Vem!” Beata Elena Guerra.

                      Nada pode faltar a alma que invoca o Espírito santo. Amém!?

Que o Espírito santo suscite em seu coração o desejo de ter uma experiência com ele, pois sem ele eu e você não podemos fazer nada de bom.

Pra terminar deixo essa consagração ao divino Espírito Santo.
Nossa Senhora de Pentecostes, Rogai Por nós!
Até o próximo post.  Salve Maria!

 “Ó Santo Espírito, Espírito divino de luz e amor, eu vos consagro minha Inteligência, minha vontade, meu coração e todo o meu ser, seja no tempo, seja na eternidade. Que minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestiais inspirações e aos ensinamentos da santa Igreja católica da qual sois guia infalível; que o meu coração viva sempre inflamado com o amor de Deus e do próximo; que minha vontade esteja sempre conformada à vontade divina e que toda a minha vida seja fiel imitação da vida e das virtudes de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, ao qual, com o Pai e convosco, ó divino Espírito, sejam dadas honra e glória pelos séculos dos séculos. Amém." (padre Reginald Garrigou-Lagrange)

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Amanda Paixão

Viver no Espírito de Deus nos torna cada vez mais próximo dele. #Maisjesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário